quinta-feira, 29 de maio de 2008

Carrocinha

A minha “não tão querida porém já apreciada” carrocinha foi-se embora. Ela não era linda, não era possante, não era nada de especial, mas era a minha carrocinha. Mais: além de minha, era única. De tão anciã, já tinha virado “highlandra” a bichinha.

Embora temperamental e difícil de lidar, a carrocinha possuía o seu charme. Mais que muita gente metida por aí (cada um sabe o nariz que tem). Não há o que negar: nos demos bem. Foi um bom mês e meio, quase dois, de convivência quase pacífica (nesse “quase” está implícito um ter querido espancá-la, destruí-la e jogá-la pela janela quando ela teimava em não me respeitar). Às vezes, se estava boazinha, ia que ia linda, faceira, cheia de ternura aonde quer que fosse. Fazia o que eu mandava, na ordem que eu queria. Tudo como manda o figurino.

Outras vezes, quando tinha começado o dia com o pé esquerdo (independente do dia, sempre levava de 10 a 15 minutos para pegar no tranco), a bicha se negava a absolutamente tudo. Não havia santo que a fizesse se mover ou sair de sua teimosia. Nessas horas, não me restava outra coisa que reclamar, praguejar e esperar a sua boa vontade.

No entanto, de tanto eu me queixar, a carrocinha foi substituída e enviada dessa para uma melhor. Espero eu que para o paraíso das carrocinhas. Agora, pois, estou turbinado: new carrocinha 2ª versão plus dasarábias! Mas a 1ª ainda mora no meu coração...

Descrição física da carrocinha antiga:

50cm de altura por 60cm de “fundura”;

2kg e lá vai fumaça;

cor de parede bege suja;

suja;

Pentium I!;

Windows 2000!;

e, o mais importante, fantásticos 256MB de RAM!!!

Digam lá se a carrocinha não era uma belezura de caixinha de computar?! Por mais que não conseguisse abrir internet e pedeéfes ao mesmo tempo, a calculadora e o Paint iam juntinhos supimpa sem travar. Bobeando, dava até para jogar paciência.

Ô não-saudade da minha carrocinha!


Obs.: de tanto eu chamar o meu ex-computador do trabalho de “carrocinha”, ela acabou até ficando conhecida por; o funcionário do setor da informática, quando chegou para trocá-la, disse: “É hoje o dia da carrocinha!”


5 comentários:

Lindsey Rocha disse...

aposto que os tomates se ajeitavam direitinho dentro dela.

jackie disse...

Migo,
carrocinha aqui não e linda, não e possante, não e nada especial, e ta quase anciã...
(AHAM)
patrao nao liga de eu sair sozinha nao, ele sabe que nao tem perigo...
(AHAM)

Companheiro...
maquina nova, trabalha bem, nao da problema...quem vai trabalhar mais agora e tu companheiro!
Nunca mais horas cocando enquanto a galera da manutencao ajeita a maquina!
sei nao se foi uma boa...

beijos solidarios...

Marlon disse...

Era uma belezura... a calculadora e o Paint iam juntinhos supimpa sem travar... huahauhauhau

Minha mãe tinha um PC idêntico e pediu a mim para melhorá-lo... joguei ele fora...

jackie disse...

Amiguinho...
ta vendo...
a carrocinha foi embora, computador novo... agora vc so trabalha e nao tem tempo pra contar pros amigos o que anda acontecendo!!!
beijos

jackie disse...

hahaha,
ai magoooo
metade do peito nada, o peito inteiro, peitinho tamanho meia mao mago, nao lembra nao?
A calcinha eu concordo, que ridiculo, ne?
Nao se preocupe nao, na proxima vou me assegurar de estar sem!
beijos e...
se aprume,
se aquiete,
mas nao tome tento nao!!!!
bjs varios e diversos...