segunda-feira, 31 de julho de 2006

Un sitio para llamar de hogar

Se às vezes nos sentimos sem lugar neste mundo, é um pouquinho pior quando você náo tem um lugar para chamar de casa. Mas isso mudou hoje pela manhá, quando assinamos contrato e temos um apartamento só nosso alugado pelos próximos dois anos. É um apê exatamente como queríamos. No último andar (vigésimo andar), com vista (tem vista para metade da cidade, dá até para ver o Río del Plata), nenhum prédio mais alto que o nosso atrapalhando o sol, quartos iguais, sala grande, cozinha decente e espaçosa, banheiro maior que uma caixa de fósforos e, por fim, mas náo menos importante, uma sacadinha de onde se poderá, no veráo, sentar-se e tomar um mate com as visitas.

Já váo começando a se sentir à vontade para nos visitar dentre em pouco.

Um comentário:

Zunga disse...

uhúúú!!!

Póde crê, véiw! Caramujo na carcaça é mais forte, mano!

Vamos ver quando visitá-los-ei...
0_o

Bejunda pro Gubugu e um abraço pro Camilo!